Árvores e Mudas

Cica circinalis


Descrição

Nome Científico: Cycas circinalis

Altura máxima: 6 metros

A palmeira-sagu é uma planta dióica, arbustiva e lenhosa, que é largamente utilizada no paisagismo, pela beleza singular formada pelo conjunto das folhas brilhantes e longas, dispostas em coroa. Apesar do nome e do aspecto, ela não apresenta parentesco com as palmeiras nem com as samambaias. Na verdade ela pertence à Cicadaceae, uma família da plantas com características pré-históricas. O nome científico circinalis, do latim ???espiral???, é uma referencia aos folíolos que são enrolados quando jovens. Na maioria dos exemplares de palmeira-sagu o tronco é simples, mas em plantas mais velhas podem ocorrer ramificações. Ele apresenta casca grossa e rugosa, de cor castanha, que pode servir de suporte para epífitas, como orquídeas. As folhas são pinadas, de cor verde clara e muito longas, com cerca de 1,5 metros de comprimento. Os folíolos são lineares, tomentosos, opostos e pendentes, dando à folha um lindo aspecto plumoso. Os mais basais são reduzidos à espinhos. As plantas macho produzem cones alongados, de cor creme a marrom, com cerca de 30 cm, que surgem no topo da coroa. Já as fêmeas produzem sementes globosas, de cor marrom ou alaranjadas e muito tóxicas, localizadas em folhas especiais do tipo esporófilo, de cor marrom e muito pilosas que crescem no topo da coroa. As sementes ainda são recobertas por uma camada esponjosa que lhes permite flutuar na água. A polinização é pelo vento e por insetos.

No jardim a palmeira-sagu geralmente ganha lugar de destaque, como ponto focal. Sua aparência tropical, elegante e escultural é ideal para a entrada da casa, ou isolada em gramados bem aparados. Pequenos bosques formados pelo plantio de três ou mais exemplares também causam um efeito bastante interessante. Ainda pode ser aproveitada em linhas, emoldurando caminhos. Devido ao crescimento lento a palmeira-sagu pode alcançar preços elevados. Apesar disso é bastante longeva, rústica e resiste a pragas e doenças, demandando pouca manutenção.

Quando jovem a palmeira-sagu pode ser plantada em vasos e conduzida em interiores, desde que bem iluminados. Suas folhas também são aproveitadas cortadas, entrando na composição de arranjos florais. Curiosidade: Em seu local de origem, as pessoas costumam fazer uma farinha das sementes, que precisam ser lavadas e deixadas de molho por diversas vezes, para reduzir sua toxicidade. Com esta farinha, é possível fazer tortilhas, tamales, sopas e mingaus. No entanto, o consumo desta farinha por longo tempo, é perigoso, e costuma provocar intoxicação também.

Categoria: Ornamentais
  • Share
  • Árvores Plantadas
  • Hectares Reflorestados
  • Toneladas de CO2 neutralizados
  • Desastres Ambientais Evitados